A solução que virou problema: cidades para os automóveis – crise do século XXI

  • Daniela Stringhini FACC – Faculdade Concórdia
  • Iandra Borsatti FACC – Faculdade Concórdia.
  • Patrícia Gavasso FACC – Faculdade Concórdia

Resumo

Desde os primórdios das comunidades, o objetivo central de sua existência era a troca cultural e social entre as pessoas, a interação entre conhecidos e desconhecidos que, até hoje, na era virtual, é fundamental para a civilidade e para o estímulo à criatividade. Contudo o mundo industrial moldou e projetou suas novas cidades para o uso e para o deslocamento por meio de seus automóveis, aumentando, assim, as distâncias, os percursos e as aglomerações, criando os maiores engarrafamentos já imaginados. Nesse tocante, ao passo que, ao contrário de estreitar laços com a comunidade, passam-se demasiadas horas preciosas de uma vida na solidão de nossos automóveis de transporte individual, o que gera prejuízos econômicos e problemas ambientais, dando origem há uma população estressada.
Palavras-chave: Automóvel. Distâncias. Transporte individual x transporte coletivo.

Biografia do Autor

Instituição/Afiliação
Professora. Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela UPF/Passo Fundo, RS. Especialista em Gestão e Projeto: Arquitetura e Design de Interiores pela Unoesc/Joaçaba, SC.
Instituição/Afiliação
Acadêmica do Curso de Bacharelado em Arquitetura e Urbanismo da FACC – Faculdade Concórdia.
Instituição/Afiliação
Acadêmica do Curso de Bacharelado em Arquitetura e Urbanismo da FACC – Faculdade Concórdia.
Publicado
2016-07-19
Como Citar
STRINGHINI, Daniela; BORSATTI, Iandra; GAVASSO, Patrícia. A solução que virou problema: cidades para os automóveis – crise do século XXI. ARQ CIDADE, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 37-48, jul. 2016. ISSN 2525-412X. Disponível em: <http://revistas.facc.com.br/index.php/arqcidade/article/view/49>. Acesso em: 17 out. 2019.
Seção
Artigos